As 3 maiores questões táticas da temporada 2019

Um técnico que se preze deve saber responder perguntas. “Isso vai dar certo? ” “Como eu vou encaixar?” “O que é melhor pra se fazer?”. Quando falamos de técnicos mais jovens como Matt LaFleur, Kliff Klingsbury e John Haurbaugh, eles estarão com sua habilidade de responder perguntas posta a prova durante a temporada 2019. Esses técnicos tem grandes problemas em formas de questões que eles terão que responder durante a Continue Lendo →

Coberturas complexas: Cover 3 sem medo com Rip/Liz e Mabble

A cobertura Cover 3 descrita em palavras parece um sonho para os coordenadores de defesa. Poder colocar 3 jogadores no fundo protegendo contra o passe longo e ainda  colocar mais um jogador no box pra defender contra a corrida? Isso soa muito bom pra ser verdade. E é muito bom pra ser verdade. A prática é bem diferente da teoria. A Cover 3 tem vários pontos fracos. As zonas Flats Continue Lendo →

Coberturas Complexas: 2-Trap, a cobertura armadilha

Um ataque as vezes precisa de uma válvula de escape, para quando as coisas apertarem, poderem ganhar aquelas jardinhas úteis. O problema é que isso acaba se tornando um movimento premeditado. A defesa pode se antecipar a jogada e quem sabe forçar um turnover. É exatamente essa a idéia da cobertura 2-Trap (também chamada de 2-Read). É de praxe um ataque fazer uma rota Out, Quick Out ou Flat para Continue Lendo →

Coberturas complexas: Variações de cobertura Homem-a-Homem

Um ataque de futebol americano usa uma série de recursos para camuflar suas intenções contra uma defesa antes e depois do snap. Motions, Shifts, Audibles, Kill Calls, Sinais de mão, Rotas Option, alinhamentos Bunch, entre outras. Se a defesa tivesse que usar apenas as coberturas “Feijão com arroz” para se defender contra isso, elas sofreriam repetidamente das mesmas maneiras, com combinações de rotas do ataque atacando sempre as coberturas previsíveis. Continue Lendo →

A NFL agora tem os 2 lados da moeda do “Spread”

“Pro Style offense” é um termo usado no College Football pra designar um ataque que ressemble o Futebol Americano “profissional”. Em outras palavras, é como se fosse o modelo de um ataque profissional da NFL. Esse modelo consistia basicamente em um grande uso de Personnel 21 ou 12, em uma I formation ou Singleback, num ataque balanceado entre corrida (predominantemente entre os tackles) e passes.Os RBs costumavam ter entre 20 Continue Lendo →